Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Anãozinho de Jardim

Livros e Desvarios

O Anãozinho de Jardim

Livros e Desvarios


Ela voa em silêncios. Plana em espirais. É falcão. Observa e sente fora do alcance da presa. Ponto de sombra altiva. Discreta. Desliza na quietude da batida tranquila do olhar. Espera. Espera. A presa intui o rumor da presença invisível do último momento. Silêncio. Sou alvo. Rasga-se o céu.

~ José Paulo Santos ~

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.